21 de dezembro de 2007

Final de Ano e Provas...

Eliasibe diz que vai entregar a prova ao professor e eu pergunto a ele se não quer que eu vá junto, ele diz que não e permaneço no D.A., mas depois ele volta dizendo "Bora". Nós subimos as escadas até as salas dos professores e eu o disse que já havia entregado minha prova por baixo da porta, mas queria conversar com o professor sobre o DEZ que eu me dei... Quando bati na porta houveram duas respostas simultâneas, uma de Eliasibe e a outra do professor: "Eu não bato assim!"- "Entra!" Quando entramos o professor diz: "Eliasibe, prooonto! Está com a prova? hupf, Thiago, daqui há uns dois minutos...". Assim eu fiquei do lado de fora perdendo a coragem de falar sobre a prova. Depois de algum tempo Eliasibe sai com a prova entregue (imaginei por instantes o que havia de tanto pra falar naquele tempo todo com o professor, devia ter sido algo sobre alguma questão) e o professor pergunta: "Cadê o Thiago, está ai?" Eu entro e fecho a porta, não vejo mais Eliasibe que se foi para o D.A..
"Professor, é que venho falar sobre a prova... o segundo exercício escolar e o terceiro..."
"Não! Por favor, Não!"
"O senhor recebeu minha prova? deixei em baixo da porta..."
"Sim, recebi!" Ao passo que ele foi buscar estava no topo da pilha de provas "Olha aqui! Um Dez! Que pode cair pra seis e meio ou sete, quem sabe???"
Senti vontade imensa de rir, o jeito dele..."Professor!!! É justamente sobre isto que eu vim falar com o senhor..."
"Mas rapaz, eu não vi a prova ainda, não sei como está"
"É, queria falar com o senhor sobre um detalhe numa questão, que não está exatamente igual"
"Sim, mas..."
"É que quando fui falar com o senhor disse que era para corrigir segundo o que eu achava certo, daí eu coloquei os pontos onde eu achei que valia a nota...Mas não sei o que o senhor vai fazer..."
"Sim, quando você voltar do recesso..."
"Lá para o dia 9...??"
"É! No sig@ você vê sua nota..."
"Mas professor, como vou saber se o senhor vai dar o ponto inteiro? queria argumentar caso tivesse alguma discordância..."
Então ele já abrindo a porta e sorrindo... "Fique tranquilo, rapaz! Aparentemente você é o único com medo..."
"Não sei..." ai eu ri também (d- n)aquela situação, "Está bem...". "Ahh! Boas festas professor feliz natal e ano novo aí..."
E ele sorrindo e fechando a porta "Sim, para você também"
E eu fui embora achando graça...

2 comentários:

Uljota disse...

Nota do Autor:
Alguns professores no Departamento de Física estão corrigindo a prova de maneira alternativa, entregando uma cópia ao aluno com um gabarito e o estudante, via comparação, corrije sua própria prova, dando assim uma nota. Mas existe uma condição! Tem que ser coerente com o que se fez na prova, se o professor achar que esta condição não é satisfeita exerce um fator de correção um tanto alto, para valer pela nota e pela correção mal feita...
Bem, é assim que começa a história...

Eliasibe Luis disse...

Grande Thiago!
Que situação heim!? Engraçada!
Só uma correção eu não fui entregar a prova e sim pegá-la. :P

See you!