24 de julho de 2009

O Paradoxo da Bruxa

Conheci uma bruxa muito triste e infortunada, que saia vagando por entre as árvores do bosque e às vezes por suas copas, saltitando. Certo dia consegui falar com ela e perguntei-lhe do motivo de tamanha tristeza que levava consigo. Ela, então, atenciosamente, me contou sua história.

Uma vez durante sua juventude ela resolveu enfeitiçar um rapaz e para tanto precisava de um objeto que o representasse, que fosse dele e que ele gostasse muito. Sua mestra em feitiçaria sugeriu que obtivesse algo que ele fosse muito apegado, e sua mestra em poções sugeriu que pegasse um pedaço de algo que fosse do corpo dele. A jovem bruxa resolveu então pegar uma peça íntima, que ele certamente sentiria falta e que não estivesse limpa, para que tivesse a essência da vítima.

Não lhe faltaram avisos: "quando uma bruxa faz o feitiço, volta-lhe o efeito em triplo", "se der errado, a intenção ainda valerá e você pagará pela natureza do feitiço"... A pequena bruxa estava resoluta e não queria mais esperar. Na décima noite de Outubro, antes da Lua cheia da Deusa, ela invocou forças que se contrapunham a natureza e rougou ao garoto sua maldição tão desejada.

Estas coisas não acontecem de uma hora para outra, se passa algum tempo para que o feitiço "pegue". Ela esperou dia-a-dia para ver o garoto infortunado. Os seus dias, enquanto esperava, ficaram cada vez mais nebulosos e tristes, enquanto os dias do rapaz eram cada vez mais alegres e esbanjavam juventude.

"Por quê?"

Sua mestra em ciências naturais perguntou-lhe: "qual o objeto usado no feitiço?", e ela respondeu meio sem graça, "uma peça íntima". A mestra realmente não entendeu o caso e invocou o poder daqueles objetos místicos que falam de maneira oculta e que ninguém nunca entende; este respondeu com versos:

Achado, Roubado, Perdido
Tirado, Tomado, Deixado
Se o dono foi trocado
O atual será ferido.
.

4 comentários:

Érica Pinto disse...

E eu reitero aqui minhas já conhecidas indagações: por que danado a tal da bruxa escolheu a 'peça íntima'?! ehueheu
Outra coisa, eu não sei por quê mas os versos, bons ou ruins, eles parecem querer dizer muito mais, ainda que eu não faça idéia do que seja.
Talvez esteja nas entrelinhas, ou simplesmente na minha cara.

Beijo,

érica.

Maria disse...

??????????????????????????????????????????????????????
~:~~

Eu disse...

a bruxa tem verruga

Silvia disse...

Muito bom! O feitiço virou contra o feiticeiro.